Covid 19 e vitamina D

A vitamina D é um nutriente essencial para a fixação do cálcio nos ossos.

É uma vitamina solúvel na gordura e importante para a saúde humana porque influencia a função imune, a proliferação celular e a apoptose (um processo ordenado, no qual o conteúdo da célula é compactado em pequenos pacotes de membrana para a “coleta de lixo” pelas células do sistema imunológico).

Sua deficiência é associada com numerosas doenças como doença óssea, câncer, doença autoimune e cardiológica. Estudos apontam que doses de 50.000UI de vitamina D por 08 semanas podem diminuir o escore de depressão de idosos acima de 60 anos. Novos estudos devem ser realizados para comprovar este efeito benéfico da vitamina D sobre a depressão.

Recentemente dois estudos conduzido pela Universidade Northwestern dos EUA e pela Trinity College Dublin, Universidade de Liverpool e Instituto de Estudo Longitudinal Irlandês (TILDA) , os pesquisadores reuniram dados pelos hospitais de China. França, Alemanha, Itália, Irã, Coréia do Sul, Espanha, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos e concluíram que os pacientes que tinham baixos níveis de vitamina D tiveram altas taxas de mortalidade. Há uma forte correlação entre os níveis de vitamina D e o aumento das citocinas pró inflamatórias e isso pode prejudicar gravemente os pulmões e levar à morte.

Não precisa sair por ai tomando vitamina D sem critério. O ideal é reconhecer a deficiência de vitamina D através de exames laboratoriais e com prescrição adequada fazer sua correção. Além disso, podemos nos prevenir da sua deficiência usando fontes alimentares ricas em vitamina D como leite e derivados e tomar sol diariamente por pelo menos 15 minutos em pernas, braços e barriga.

Fontes:
Petre Cristian Ilie, Simina Stefanescu & Lee Smith. Aging Clinical and Experimental Research (2020)
McCartney DM, Byrne DG. Ir Med J. 2020 Apr 3;113(4):58.